HBSC participa de estudo clínico para tratamento pós-infecção de Covid-19 da UCS

HBSC participa de estudo clínico para tratamento pós-infecção de Covid-19 da UCS

HBSC participa de estudo clínico para tratamento pós-infecção de Covid-19 da UCS 11Fevereiro
Imagem meramente ilustrativa.

Diferentes hospitais em todo o Brasil estão participando de um estudo clínico para tratamento pós-infecção pela Covid-19, realizado pelo Instituto de Pesquisas em Saúde da Universidade de Caxias do Sul. O Hospital Beneficente São Carlos é um deles.

O objetivo da investigação científica denominada Abivax é determinar a eficácia do medicamento ABX464 para evitar a insuficiência respiratória ou morte nos pacientes que apresentaram sintomas causados pelo novo coronavírus.

Funciona da seguinte forma: o médico, depois de identificar um candidato em potencial para participar do estudo, sinaliza ao setor administrativo do HBSC, que encaminha o nome à UCS, instituição que fará o convite para inclusão na pesquisa, que consiste em tomar a medicação oralmente em casa, uma vez por dia, ao longo de 28 dias
.
Para isso, o paciente deve estar dentro dos critérios estabelecidos pelo estudo. São eles:  
- Apresentar sintomas da Covid-19.
- Ter 65 anos ou mais.
- Idade menor que 65 anos também pode participar desde que apresente um dos fatores de risco: obesidade definida como IMC igual ou superior a 30, histórico recente de pressão arterial elevada não controlada, Diabetes tipo I ou II tratada, histórico de doença cardiovascular isquêmica.

Segundo informações da assessoria de imprensa da UCS, mais de 300 participantes e voluntários saudáveis já tomaram o ABX464 e o estudo em análise demonstrou um perfil de segurança bom e bem tolerado. 

O medicamento tem o potencial de impedir que o participante desenvolva sérios problemas respiratórios relacionados ao coronavírus e a pesquisa foi aprovada pela Anvisa, pela CONEP – Comissão Nacional de Ética em Pesquisa -e pelo Comitê de Ética em Pesquisa da UCS.

Quem apresentou o estudo clínico ao HBSC foi o neurocirurgião Asdrubal Falavigna, Diretor da área de Ciências da Vida da UCS, que incorpora o instituto de pesquisa em saúde, coordenador da pós-graduação em Ciências da Saúde da UCS e médico da instituição. “O hospital HBSC se coloca entre as instituições de saúde que, além de promover o atendimento à sociedade, participa da formação do conhecimento inovador, através da sua inclusão em estudos de pesquisas clínicas. A expectativa mundial é ter a descoberta de alternativas de tratamentos para prevenção e manejo do Covid-19. O HBSC se coloca como partícipe ativo neste estudo que analisa a capacidade de interromper a reação inflamatória desencadeada pelo vírus do Covid-19 e, consequentemente, reduzir a gravidade da doença e a necessidade de internação em UTI. Esse é o primeiro estudo clínico internacional que conta com a participação do hospital, havendo já o convite para o segundo estudo multicêntrico internacional”, esclarece.

Pela UCS, o pesquisador principal é o médico Dr. Emerson Boschi da Silva e a coordenação do estudo é da enfermeira Aline Picolotto. 


Comentários (0)

Deixe o seu comentário