Amarelo e dourado, as cores de setembro na prevenção do suicídio e do câncer infantojuvenil

Amarelo e dourado, as cores de setembro na prevenção do suicídio e do câncer infantojuvenil

Amarelo e dourado, as cores de setembro na prevenção do suicídio e do câncer infantojuvenil 01Setembro
.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o suicídio continua sendo um dos grandes responsáveis pelas causas de morte em todo o mundo. Por meio do relatório ‘Suicide Worldwide in 2019’, todos os anos o suicídio mata mais do que HIV, malária, câncer de mama, guerras ou homicídios. Só em 2019, mais de 700 mil pessoas em todo mundo tiraram a própria vida.

A importância desta campanha é ajudar a população a identificar os sinais de depressão e ansiedade, assim como outros transtornos mentais, especialmente nestes tempos em que o  isolamento social trazido pela pandemia fez a saúde mental da população ficar ainda mais fragilizada. 

Do amarelo ao dourado, em outra campanha cuja a rapidez do diagnóstico é fundamental, já que o câncer nos mais novos desenvolve-se muito rapidamente por causa do crescimento da criança, que estimula o crescimento do tumor, marcado pela proliferação descontrolada de células anormais e que pode ocorrer em qualquer local do organismo. 

A ação do setembro dourado é liderada pela Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (CONIACC) e conta com o engajamento de instituições parceiras da oncologia pediátrica que atuam para divulgar a causa.

Nas últimas quatro décadas, o progresso no tratamento do câncer na infância e na adolescência foi extremamente significativo. Hoje, em torno de 80% das crianças e adolescentes acometidos da doença podem ser curados, se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados. A maioria deles terá boa qualidade de vida após o tratamento adequado.

O Hospital Beneficente São Carlos abre espaço às campanhas que visam o bem-estar das pessoas porque este é o objetivo da instituição: oferecer saúde a todos.





Comentários (0)

Deixe o seu comentário