Conhecer as normas do HBSC contribui para o melhor

Conhecer as normas do HBSC contribui para o melhor

Conhecer as normas do HBSC contribui para o melhor 28Outubro
.

Foto por


Uma casa não funciona sem regras, muito menos uma empresa. Um hospital, antes de tudo, é uma empresa que possui a missão de oferecer serviços que visam a saúde das pessoas. Para que isso seja cumprido, com a qualidade que satisfaça quem necessita destes serviços, o Hospital Beneficente São Carlos qualifica seus profissionais, que entendem a necessidade de seguir as normas, ou seja, o conjunto de regras e instruções que determinam como as atividades devem ser desenvolvidas.

Saber o que fazer e como fazer agiliza o atendimento a quem procura a instituição. Por outro lado, os clientes e pacientes do HBSC também devem seguir as normas estabelecidas para receberem o melhor que o hospital pode oferecer.

Em linha com as melhores práticas mundiais de saúde, O HBSC obedece a um critério de atendimento na urgência e emergência, que funciona 24 horas.

Conhecer as cores do atendimento e o que elas significam é fundamental para entender o serviço prestado pelos profissionais de saúde:

Nível I - Vermelho
Paciente com risco de morte e necessidade de atendimento imediato.

Nível II - Laranja
Paciente com risco potencial e necessidade de intervenção rápida.

Nível III - Amarelo
Paciente com gravidade moderada, instável e com risco de complicação.

Nível IV - Verde
Paciente com menor grau de urgência e/ou risco de complicação.

Nível V - Azul
Paciente em condição não urgente.

Demais pacientes
O tempo de espera varia de acordo com a demanda.

Norma na Unidade de Urgência e Emergência
Não é permitido visitantes para pacientes em observação na Unidade de Urgência e Emergência, com exceção de: Idosos e crianças menores de 18 anos.

Passada a etapa da emergência (situação crítica, ocorrência de perigo) e urgência (situação que não pode esperar, pois apresenta risco de morte), a sequência do atendimento é realizada em uma completa estrutura para o diagnóstico e a recuperação do paciente.

Normas em caso de Internação

• Uso de identificação pessoal é intransferível.
• Só é permitida a entrada de um visitante de cada vez, mediante apresentação de documento de identificação com foto. A troca de visitante acontece somente com a devolução do adesivo de identificação à Recepção Central. 
• Pacientes em isolamento ou precaução têm visitas restritas.
• Para pacientes cirúrgicos, é permitida a entrada somente de um familiar ou responsável na sala de espera do Centro Cirúrgico.
• Visitas de crianças: não é permitida a visita de crianças menores de 12 anos de idade. O Controle de Infecção Hospitalar faz avaliação de casos especiais, e se há possibilidade de liberar a visita, através do ramal 752 ou telefone 3261-8752.


Unidades de Internação por Convênios e Particulares: das 7h30 às 20h
Unidade de Tratamento Intensivo (UTI): das 11h às 11h30 e das 17h às 17h30
Unidades de Internação pelo Sistema Único de Saúde (SUS): das 11h30 às 12h30 e das 17h30 às 18h30


Normas
• É permitida a entrada de quatro visitantes por horário, um de cada vez, mediante apresentação de documento de identificação com foto. A troca de visitante acontece somente com a devolução do adesivo de identificação à Recepção Central.

• Código de conduta sobre informações do paciente
Não serão fornecidas informações de pacientes por telefone.

• Código de ética para os visitantes aos pacientes internados
Acompanhantes:
Acompanhante é a pessoa responsável e/ou cuidador que permanece em tempo integral com o paciente internado. Deve ser adulto, maior de 18 anos, lúcido e identificado com documento com foto, conforme resolução nº 1.490/94 do Conselho Federal de Medicina.
Idosos (pessoas a partir de 60 anos de idade), adolescentes até 18 anos e pessoas com deficiência têm direito à permanência do acompanhante no leito, conforme preveem seus respectivos estatutos.
As trocas de acompanhante podem acontecer a qualquer hora durante o atendimento da Recepção Central (7h às 20h), sendo, preferencialmente, um a cada turno. Não é considerada troca de acompanhante a permanência inferior a duas horas no leito.

Outras informações importantes:
• O Hospital São Carlos não realiza contato telefônico com seus pacientes ou familiares solicitando qualquer pagamento por meio de deposito bancário em contas de pessoas físicas. Todas as transações financeiras são em nome do Hospital São Carlos e acontecem de forma presencial, junto ao setor financeiro do Hospital.
• Flores, chimarrão, travesseiros e edredons, estufa e ventilador não são liberados nas dependências internas do Hospital São Carlos.
• A solicitação de atestado e receitas é exclusivamente fornecida pelo médico assistente. A recepção e a enfermagem não disponibilizam esses documentos.
• Após a alta médica, o paciente tem tempo máximo de duas horas de permanência no leito para organizar sua saída. O tempo que exceder as duas horas será cobrado como diária particular.

Sua segurança e do paciente:
Alguns cuidados são necessários para a segurança de quem visita e para a segurança do paciente:
• Lavar as mãos sempre que entrar e sair do quarto.
• Não sentar no leito do paciente, nem no leito que estiver desocupado no quarto coletivo.
• Evitar fazer visitas quando estiver com quadro de gripe ou outro quadro infeccioso.

Juntos, podemos cumprir as normas com tranquilidade e a consciência de que estaremos contribuindo para o grande objetivo: a saúde do paciente.




Comentários (0)

Deixe o seu comentário